Fala galera, tudo beleza? O post de hoje não é nada técnico e sim uma observação sobre o cenário atual da área de TI e a evolução que tivemos no cenário desde o início dos anos 2000 até aqui.

A algum tempo atrás quando as empresas eram os principais consumidores de tecnologia, hardware e software eram muitos caros, mesmo as ferramentas fundamentais para colocar um site simples online eram pagas, sistemas operacionais, servidores, ferramentas de desenvolvimento, basicamente um desenvolvedor solo não tinha muitas opções para seguir como existem hoje em dia.

Passados os problemas com o software, onde passamos a ter excelentes ferramentais disponíveis “de grátis”, ainda tínhamos a barreira do hardware, conexões a internet de 100MB? muito caro, discos SSD? Nem existiam! Alugar um servidor dedicado com recursos razoáveis? Fora de cogitação, tanto pela burocracia quanto pelo custo.

Porém, isso (para a nossa felicidade) mudou, o mercado da “nuvem” ganhou notoriedade, se desenvolveu e se tornou mais acessível, e assim vimos a computação em nuvem dar uma balançada no poder da indústria, antes era praticamente impossível para um desenvolvedor solo alugar um servidor dedicado, somente os grandes possuíam este privilégio.

Serviços de hospedagem compartilhada ofereciam uma boa opção, mas com a tecnologia da nuvem o hardware é virtualizado e administrado por um hypervisor que é capaz de administrar servidores bem como adicionar novas CPUs, memória, armazenamento e rede, tudo sob demanda e em apenas alguns instantes.

Uma grande vantagem de servidores virtualizados reside no isolamento do sistema, os clientes não competem pelos recursos de hardware da máquina como ocorria nos ambientes de hospedagem compartilhada, isto permite uma maior flexibilidade no uso nos recursos e isolamento em caso de problemas, no início os relatos de casos de overselling eram comuns, mas com o tempo parece que essa prática foi extinta.

Há outros fatores importantes que valem a pena considerar, em particular a globalização da internet, o que permitiu uma maior interação e colaboração entre desenvolvedores de todo o mundo, um fator que eu considero tão importante quanto a bolha da internet foi a popularização do open source, a disponibilidade de inúmeros projetos de software de alta qualidade e livre de custos, impactou a indústria do desenvolvimento de uma forma inimaginável.

A colaboração em sites como stackoverflow e outros que oferecem tutoriais na internet, possibilitou que até mesmo pessoas foram da área de TI aprendessem a programar, o conhecimento que antes estava limitado a livros gigantes (além de caros e com didática questionável), cursos de nível superior ou cursos pagos em centros de treinamento, hoje pode ser encontrado em vários lugares da internet e com vários “professores”, desde artigos em sites com tutoriais ensinando a fazer algo específico até vídeo-aulas no youtube ensinando como criar um sistema completo do zero, existe um debate na comunidade sobre a qualidade destes novos desenvolvedores mas isto é assunto para outro post.

Não consigo imaginar o que essa área nos reserva daqui a 15, 20 anos, atualmente eu tenho 30 anos e não consigo me ver como desenvolvedor quando eu tiver meus 45 ou 50 anos, o que eu estarei fazendo? Só Deus sabe… são esses devaneios que a maioria das pessoas da área ficam fazendo, não é comum ver programadores ou analistas/desenvolvedores de mais idade nas empresas, o mercado não é receptivo para desenvolvedores com mais idade, muitos pulam pra área de gestão, mas e quem não gosta de gestão ou acha que não tem a habilidade latente para a área? dúvidas e mais dúvidas, não adianta tentar prever, o que nos resta é esperar ou talvez criar um novo caminho? empreender pode ser uma opção, mas o que fazer que já não exista algo igual ou melhor no mercado? enfim, vou deixando por aqui meus devaneios e até um próximo post, há braço.

VN:F [1.9.22_1171]
Rating: 9.7/10 (3 votes cast)
VN:F [1.9.22_1171]
Rating: +2 (from 2 votes)
A evolução do cenário de desenvolvimento de software, 9.7 out of 10 based on 3 ratings